Polícia solta coveiro acusado de necrofilia e novo suspeito aparece

O crime que aconteceu em Parnaíba chocou todo o país.

Na manhã deste domingo (30), um crime chocou toda a população do Brasil no cemitério da Igualdade, no Centro da cidade de Parnaíba. Segundo informações da polícia, o túmulo de uma idosa identificada como Darcy Nóbrega de Oliveira, de 79 anos, que foi enterrada às 09h do último sábado foi violado e abusado sexualmente.

O corpo da mulher foi encontrado despido no chão próximo ao seu túmulo por um funcionário do cemitério. Logo em seguida, um homem identificado como Rodrigues dos Santos, de 39 anos, foi detido como suspeito de ser o autor do crime. O acusado é um coveiro do cemitério e foi levado para a delegacia.

Image title

Só que nesta segunda-feira (31), o coveiro suspeito de vilipêndio foi liberado por não ter haver provas para a prisão em flagrantes. De acordo com o delegado Eduardo Aquino, da cidade de Parnaíba, um novo suspeito foi apontado durante as investigações na madrugada.

“Nós em nenhum momento tiramos a sua participação do crime, ele veio até a delegacia, deu o seu material genético e não apresentou nervosismo, sua participação não foi descartada, mas não tem indícios para um flagrante”, apontou ele.

Ainda de acordo com o delegado, novas informações sobre o caso apareceram, mas nada que possa ser divulgado. “Passamos a madrugada investigando e um novo nome apareceu na linha de investigação, mas não podemos divulgar para não comprometer. O coveiro foi o primeiro nome apontado porque ele participou do enterro das mulher e foi encontrado com sinais de ter ingerido bebida alcoólica, mas o que ele bebeu não atrapalhou o seu depoimento na polícia”, contou.

Image title

Image title


Fonte: Portal Meio Norte