Polícia suspeita de transfobia em morte de travesti

A transexual foi atingida por uma série de disparos de arma de fogo

A Polícia trabalha com a hipótese de transfobia no caso do assassinato de Andréia Amaro, de 29 anos, morta na madrugada desta quinta-feira (04) em Portugal. A transexual foi atingida por uma série de disparos de arma de fogo praticados por dois homens que conseguiram fugir. A dupla embarcou em um táxi para deixar o local do crime.


Image title

Para Delegacia de Homicídios, nenhuma hipótese está descartada, mas a investigação focará na suspeita de crime de ódio: “ela não foi roubada, não havia indício de outros crimes.”. Ainda segundo testemunhas, o local onde aconteceu o assassinato é um ponto de prostituição.

A jovem era maquiadora e trabalhava como prostituta para custear uma cirurgia de mudança de sexo.

Fonte: Com informações do Terra