Polícia suspende buscas por menina desaparecida há 10 dias

Polícia suspende buscas por menina desaparecida há 10 dias

Delegada responsável disse que "todos os meios foram esgotados".

As buscas pela menina Stefani Vitória Rochisnki, desaparecida desde o dia 4 deste mês em Porto Amazonas, a 75 km de Curitiba, foram suspensas na última sexta-feira (11). De acordo com a delegada responsável pelo caso, Valéria Padovani, ?todos os meios foram esgotados e nada foi encontrado?.

Na semana passada, policiais civis e militares vasculharam toda a região da chácara onde a família da menina, de 10 anos, mora. Um helicópetro sobrevoou o local, também atrás de pistas do desaparecimento e o Grupo de Operações de Socorro Tático (Gost), do Corpo de Bombeiros, fizeram mergulhos no Rio Iguaçu e nada foi encontrado.

O homem preso, na terça-feira (8), por suspeita de envolvimento no desaparecimento de Stefani foi solto no sábado (12), pois o período da prisão temporária venceu e a juíza não renovou o pedido.

"As investigações continuam para esclarecer o evento. Continuamos com a coleta de dados, ouvindo testemunhas... Tudo está sendo verificado", afirmou a delegada. O inquérito tem mais três semanas para ser concluído.

Padovani ainda informou que o suspeito identificado com a ajuda de cães farejadores, e que mora em uma granja próxima da casa de Stefani, "se reservou ao direito de permanecer calado" e não comentou nada à polícia.

A menina de 10 anos saiu de casa na sexta-feira (4) para ir à escola e não voltou. A estudante da 5ª série do Ensino Fundamental do Colégio Estadual Coronel Amazonas, no centro de Porto Amazonas, saía de casa todos os dias a pé, por volta das 7h, e caminhava cerca de um quilômetro sozinha, até o ponto onde espera o transporte escolar. Na última sexta-feira (4), ela não chegou à escola.

Fonte: G1