Polícia toma Complexo do Alemão e inicia varredura nas casas

Polícia toma Complexo do Alemão e inicia varredura nas casas

Comandante-geral da PM diz que liberdade está de volta ao Complexo do Alemão

?Tomamos!? Foi essa a primeira palavra dita pelo comandante-geral da Polícia Militar do Rio de Janeiro, Mário Sérgio Duarte, na manhã deste domingo após a entrada da polícia no Complexo do Alemão. A polícia está fazendo varredura nas casas, que estariam sendo abandonada por bandidos. A ação, que tem apoio da Polícia Federal e das Forças Armadas, faz parte da operação das forças da ordem contra a onda de violência que tomou a capital fluminense e cidades vizinhas na última semana.

- Tomamos. Todos os pontos aonde deveríamos chegar foram alcançados pelos batalhões. Não tivemos tanta dificuldade nas progressões porque as aeronaves ajudaram bastante. Ainda tivemos apoio à distância da Força Aérea, e os blindados fizeram os seus papéis. Vencemos! Trouxemos a liberdade para o Complexo do Alemão. Agora é um trabalho de busca, procura, prisão e apreensão.

Parte alta dominada

Pouco depois, o chefe da Polícia Civil, Alan Turnowski, confirmou que a parte alta do Complexo do Alemão já está toda ocupada. Esta área corresponde às comunidades do Areal e Coqueiros.

Policiais do Bope (Batalhão de Operações Especiais) comemoram a ação, que até o momento não deixou nenhum ferido. A Polícia Florestal também apoia as operações.

Agentes da Core (Coordenadoria de Recursos Especiais) entraram na comunidade por volta das 7h30 deste domingo (28). Há informações de que os bandidos estariam encurralados na favela.

A polícia acredita que há criminosos escondidos na mata. Duas toneladas de maconha, 30 kg de pasta para fazer cocaína e algumas armas, entre elas uma Ponto 30, com munição antiaérea, foram apreendidas no Complexo do Alemão até o momento. Material está avaliado em R$ 2 milhões.

Fonte: R7, www.r7.com