Polícia vai ouvir de novo namorada de suspeito de matar irmãs em SP

Polícia vai ouvir de novo namorada de suspeito de matar irmãs em SP

Delegado não descarta fazer acareação entre mulher e Ananias dos Santos

A Polícia Civil vai ouvir mais uma vez, nesta sexta-feira (15), o depoimento da namorada de Ananias dos Santos, suspeito de matar duas irmãs adolescentes em Cunha, cidade a 231 km de São Paulo. De acordo com o delegado responsável pelas investigações, Marcelo Cavalcante, após este depoimento, poderá ser marcada uma acareação entre a mulher e o suspeito.

Cavalcante afirmou ainda que esta será a quarta vez que a auxiliar de enfermagem de 50 anos prestará depoimento à polícia. O delegado disse que, com a prisão e posterior depoimento de Santos, alguns pontos do relato da mulher ficaram obscuros e precisam ser melhor explicados.

O delegado afirmou que deverá realizar a reconstituição do crime provavelmente na próxima semana. Ele não soube dizer, porém, se Santos participará da ação.

O suspeito prestou depoimento sobre a morte das adolescentes na terça-feira (12), na cadeia pública de Guaratinguetá, também no interior de São Paulo. Ele foi preso na madrugada da segunda-feira (11) na casa da irmã, em Cunha. Após a prisão, Santos teria confessado o crime e levou a polícia até o local em que havia escondido a arma utilizada para matar as irmãs, uma carabina ponto 22. O armamento foi encontrado a cerca de 60 km do local em que os corpos das adolescentes tinham sido achados, no final de março.

Rio de Janeiro

Na quarta-feira (13), a polícia de Paraty (RJ) informou que pretende ir até Cunha para interrogar com Ananias dos Santos sobre um outro crime ocorrido na cidade fluminense. Segundo a polícia, ainda não há data certa para esse interrogatório.

Santos é investigado pela morte de um casal em Paraty, onde o suspeito viveu por um tempo após ter fugido da penitenciária de Tremembé, cidade a 147 km de São Paulo.

Assista ao vídeo:

Fonte: R7, www.r7.com