Polícia vê elo entre morte de prefeito em MT e assalto ao BC de Fortaleza

Prefeito comprou imóvel que pertencia à família de um assaltante do BC



O assassinato do prefeito de Nova Canaã do Norte pode estar relacionado com a compra de um prédio que pertencia à família de um dos integrantes da quadrilha que assaltou o Banco Central de Fortaleza, no Ceará. Esta é uma das linhas de investigação seguidas pela Polícia Civil, de acordo com o delegado Josué de Jesus, um dos responsáveis pelo caso.

O prefeito Antônio Luiz César de Castro foi assassinado com sete tiros enquanto participava de uma festa na noite desta sexta-feira (5) em Nova Canaã do Norte. O delegado Josué de Jesus explicou a possível ligação entre a morte do prefeito e o assalto ao Banco Central. "Na cidade de Nova Canaã do Norte residem familiares de um dos ladrões que furtaram o Banco Central em 2005. Com o dinheiro do assalto foram adquiridos imóveis na cidade. Posteriormente, esses imóveis foram leiloados pela Justiça", disse o delegado. Segundo a Polícia Civil, pessoas próximas ao prefeito teriam recebido ligações com ameaças a quem comprasse o imóvel.

Entre os imóveis leiloados está um prédio que o prefeito arrematou durante o leilão que aconteceu no ano passado. Ainda segundo o delegado, na época em que o leilão seria realizado o prefeito registrou queixa na delegacia do município. "Ele relatou a ameaça que vinha sofrendo em função da possibilidade de comprar esse prédio. Pessoas próximas ao prefeito receberam ligações com ameaças de que não era para adquirir nenhum prédio que estivesse em poder da família e, caso isso acontecesse, a pessoa iria ter problemas", explicou Josué de Jesus.

Ainda segundo o delegado, o homem que teria feito as ligações é irmão de um dos assaltantes da quadrilha. "O autor da ameaça chegou a ser identificado e era um irmão de um dos assaltantes do Banco Central. Ele ainda mora em Nova Canaã do Norte"", disse.

De acordo com Josué de Jesus, ainda não há indícios que determinem que essa foi a causa do assassinato do prefeito. "Nós não podemos ficar presos a apenas uma linha de investigação quando nós ainda não temos um ponto crucial para ser seguido. Até o momento, não há indícios de que o crime seja por motivações políticas ou passional. Mas nós não podemos descartar. Temos que investigar tudo que chegar ao nosso conhecimento"", finalizou o delegado.

O crime

Antônio Luiz César de Castro foi assassinado com sete tiros enquanto participava de uma festa na noite desta sexta-feira (5) em um clube da cidade de Nova Canaã do Norte. De acordo com a Polícia Civil, dois homens chegaram em um Gol branco e, depois de confirmar quem era o prefeito, um deles atirou contra Antônio Luiz de Castro. Os tiros atingiram a região do tórax e as costas do prefeito.

Furto ao Banco Central

Em agosto de 2005, uma quadrilha furtou mais de R$ 164 milhões dos cofres do Banco Central de Fortaleza (CE). A quadrilha alugou uma casa a 84 metros do prédio do governo e cavou um túnel interligando os dois imóveis. Em 48 horas, os integrantes da quadrilha levaram o equivalente a 3 toneladas de dinheiro.

Fonte: G1