Policiais da Denarc prende 13 traficantes e desarticula 50 bocas-de-fumo em Fortaleza

As prisões são resultado de um trabalho de inteligência, juntamente com a ajuda da população

Oito pontos de vendas de drogas foram fechados e 13 pessoas acabaram presas, nas últimas 72 horas, por policiais da Delegacia de Narcóticos (Denarc), sob acusação de tráfico de drogas e porte ilegal de arma. As prisões ocorreram em vários bairros da Capital e também na Região Metropolitana (RMF). Entre as pessoas presas, estão três mulheres, uma delas também responde na Justiça por homicídio.

Os acusados e o material apreendido foram apresentados, na manhã de ontem, à Imprensa, na Superintendência da Polícia Civil. A ação da Denarc é a continuação da ?Operação Tentáculos?, iniciada em dezembro último, que mapeou 60 pontos de vendas de drogas que funcionavam 24 horas em vários bairros de Fortaleza e na RMF. De acordo com o titular da Denarc, delegado César Wagner Maia Martins, dos 60 locais identificados nas investigações dos inspetores, mais da metade já foi fechada e 51 traficantes presos.

Denúncias

O delegado ressaltou ainda que as prisões são resultado de um trabalho de inteligência, juntamente com a ajuda da população por meio de denúncias. Segundo Martins, já são mais de 2.700 desde que ele assumiu a especializada, em março do ano passado. ?A contribuição da população é fundamental para o sucesso do nosso trabalho de investigação nas ruas de Fortaleza?.

Nas últimas 72 horas, as duas equipes da Denarc fecharam o cerco e realizaram várias diligências na cidade, culminando com mais de dez 0quilos de maconha prensada apreendidos, centenas de pedras de crack, cocaína, armas de fogo e dois veículos em poder dos traficantes presos.

O primeiro ponto desarticulado pela Polícia funcionava na Travessa Eusébio de Queiroz, no bairro Itaoca. No local, o pintor Francisco Anderson Rodrigues Rocha, 22; e o motorista Paulo Sérgio Bento da Silva, 32, foram presos, com cerca de uma centena de pedras de crack e balança de precisão.

Já na Maraponga, na Rua 6, no Campo dos Ingleses, mais três pessoas acabaram detidas. O mais velho dos três, tinha apenas 22 anos, o servente Francisco Adriano Pena de Almeida, 22. além dele, foram presos dois estudantes, Ana Maiara Rodrigues das Neves, 18; e Jarbas Pinheiro de Lima, 18. Com eles, foram encontrados celulares, relógios, cocaína e uma motocicleta.

De acordo com Martins, as operações realizadas pela especializada têm recebido todo o apoio logístico do Departamento de Polícia Especializada (DPE) coordenado pelo delegado Jairo Façanha Pequeno. Por sua vez, Façanha afirmou que o trabalho das especializadas muitas vezes são realizados em conjunto, mostrando uma integração necessária para o sucesso das operações policiais.

Capturados

Além dos cinco presos na Itaoca e Maraponga, mais oito pessoas foram autuadas pela Denarc. São elas: Emanuel Régis da Conceição, 20; Francisco Cristiano Pereira, 22; Francisca Andrade Batista Rodrigues, 30, que responde processo na Justiça, onde está sendo acusada de ter cometido um homicídio; Vagner José Silva de Azevedo, 44; Otoniel de Oliveira Costa, 24; Erandir Miranda Silva, 40; Pedro Simão Batista Mota, 23; e Angélica Ferreira Pantaleão, 20. Todos vão para o presídio aguardar julgamento.

Fonte: Diário do Nordeste, www.diariodonordeste.com.br