Policiais espancaram jovem até a morte após briga por bebida

Confusão começou no camarote da casa noturna

Cristiano Guimarães Nascimento, de 22 anos espancado até a morte por policiais militares na porta de uma boate  na Grande BH. Ele foi assassinado por um motivo banal. O jovem e os militares se desentenderam por causa de um balde de bebida no camarote da casa noturna.

Toda discussão começou dentro do estabelecimento e continuou do lado de fora, onde os policiais agrediram Nascimento, que estava acompanhado de amigos. Na confusão, um dos militares deixou a arma cair. Após o crime, uma pessoa encontrou o revólver, registrado na corporação, e os agressores foram identificados.

Os dois soldados do Rotam (Batalhão de Rondas Táticas Metropolitanas) foram presos em flagrante por homicídio e levados para um Batalhão da Polícia Militar, que é o procedimento padrão. Um terceiro suspeito já foi identificado pela Polícia Civil, mas ainda não foi encontrado.

Imagens do circuito interno de segurança registraram o momento em que o estudante deixou a boate, por volta de 4h32. Ele já era aguardado pelo trio de suspeitos que começou a agredi-lo com socos e pontapés até que ele caísse no chão.

Image title

Fonte: Com informações do R7