Policial do Bope morre e outros dois ficaram feridos em uma ação no RJ

Policial do Bope morre e outros dois ficaram feridos em uma ação no RJ

Hoje, desde as 6h, policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope), Choque e de Ações com Cães (Bac) ocupam comunidades

O subtenente Marco Antonio Gripp morreu baleado no tiroteio entre policiais do Bope e traficantes na área de mata entre os morros da Covanca, em Jacarepaguá, na Zona Oeste, e do Dezoito, em Água Santa, Zona Norte. Outros dois PMs ficaram feridos no confronto. A Polícia Militar informou que o bandido Claudino dos Santos Coelho, conhecido como Xuxa, que era o segundo homem na hierarquia do Complexo do Lins, foi morto.

Hoje, desde as 6h, policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope), Choque e de Ações com Cães (Bac) ocupam as comunidades São José Operário, Bateau Mouche, Covanca e Morro do Dezoito. Segundo o porta-voz do Bope, major Ivan Blaz, a operação foi motivada por informações obtidas pelo setor de inteligência da PM, que indicam a presença de mais de 60 bandidos vivendo naquela área.

? O confronto aconteceu numa área de mata fechada, onde nossas equipes estão até agora. Essa operação não é pontual. Ela começou no início da semana e não tem hora para acabar. A aglomeração de bandidos se formou após a fuga do presídio Vicente Piragibe (no Complexo de Gericinó) e esse grupo só aumentou desde então. O objetivo desse grupo é tomar para a facção criminosa todo o maciço para formar um complexo como era o Alemão ? disse, frisando que a perda do subtenente foi muito sentida pelos policiais do batalhão e que os feridos já estão no Hospital Central da Polícia Militar.

Na quinta-feira, o EXTRA revelou uma fotografia em que 28 traficantes posam, armados com 15 fuzis e uma submetralhadora, num campo de futebol próximo à mata.

Fonte: Extra