Policial mata cãozinho de rua e causa protesto em favela de SP

Polícia matou cão que latia correndo atrás de viatura

Após morrer por ter recebido um tiro na cabeça, dado por um policial, o cãozinho Bob morreu e deixou saudades nos moradores da favela de Heliópolis em São Paulo. O cachorro não tinha casa nem dono, mas ganhava banho, comida, água e até roupas dos moradores.

Bob brincava perto de duas crianças, quando correu atrás de um carro da polícia enquanto latia. Segundo os moradores, um policial se irritou por que Bob latia todas as vezes que a viatura passava no local. Em uma das situações, o policial sacou a arma e matou Bob.

O caso revoltou os moradores da favela e ganhou repercussão nas redes sociais. A foto do cão morto, ao lado de um projétil de arma de fogo, se espalhou.

Bob foi adotado pelos moradores de Heliópolis após a sua dona se mudar para um apartamento. Em protesto, os moradores da favela bloquearam ruas e incendiaram um ônibus, além de tombarem caçambas que transportavam lixo.

Cãozinho Bob foi morto com tiro na cabeça
Cãozinho Bob foi morto com tiro na cabeça


Fonte: Yahoo