Maternidade envia nota sobre tentativa de homicídio contra maqueiro

A polícia acredita que o crime é passional.

Na manhã desta terça-feira (11), um maqueiro da Maternidade Evangelina Rosa identificado por Wanderson do Nascimento Macedo, de 25 anos, foi alvejado com dois tiros na porta da maternidade por um policial militar do Maranhão.

O acusado foi imediatamente conduzido para a Central de Flagrantes  e a polícia investiga um suposto crime passional. “Nós recebemos a informação via Copom de um tiroteio nas proximidades da maternidade, fomos informados de que o policial foi deixar a esposa e ele ficou sabendo que esse funcionário realizava assédios contra ela já há um bom tempo. Ele foi reclamar da situação, houve um princípio de briga e ele atirou”, declarou o policial que atendeu a ocorrência.

O homem baleado foi levado para atendimento médico no Hospital de Urgência de Teresina.

Em nota, a Maternidade Dona Evangelina Rosa esclareceu o episódio e ressaltou que possui um sistema de segurança 24 horas. 

Leia a nota completa: 

A Maternidade Dona Evangelina Rosa ( MDER)  esclarece que o episódio ocorrido no estacionamento da Instituição no início da manhã desta terça-feira ( 11/10/2016),  foi de natureza pessoal entre as partes envolvidas.
Ressaltamos que a Mder possui segurança 24 horas. A Polícia Militar efetuou a prisão do acusado  imediatamente após o ocorrido. Ele foi encaminhado para Central de Flagrantes para as providências cabíveis.
A vítima, colaborador terceirizado da maternidade,  foi encaminhada para o Hospital de Urgências de Teresina (HUT) e passa bem. Uma profissional do Serviço Social da Maternidade foi designada para prestar assistência necessária ao funcionário.

Fonte: Portal Meio Norte