PM que matou vigilante com tiro vai a Juri Popular

O crime aconteceu há 9 anos atrás, no dia 06 de fevereiro de 2005, próximo a Praça Valdir Fortes, durante o carnaval.

O policial militar Antônio Francisco Cardoso vai a júri popular nesta quarta, (19), por ter assassinado com tiro pelas costas o vigilante Fabio dos Santos Barros.


Policial vai ao Tribunal do Juri por matar vigilante com tiro nas costas em Campo Maior

O crime aconteceu há 9 anos atrás, no dia 06 de fevereiro de 2005, próximo a Praça Valdir Fortes, durante o carnaval.

O policial vai responder por homicídio qualificado e pode pegar de 12 a 30 anos de prisão.

No processo foi relatado que a vítima teria reagido agressivamente a uma ação policial indevida, e que ao correr, um outro policial que fazia a segurança do evento, abordou um carro com várias pessoas dentro e fez com que o motorista do carro que reside em Teresina acompanhasse a vitima (Fabio), executando-o com um tiro pelas costas nas proximidades no Iate Clube de Campo Maior.

O Tribunal do Júri se reúne a partir das 08h30min no Fórum Eleitoral de Campo Maior. O policial responde em liberdade e familiares pedem justiça.

Fabio era filho da vendedora de caipirinha Maria Jaime e estava no evento auxiliando a mãe com as vendas quando foi abordado.

Fonte: Campo Maior em Foco