Ponte Estaiada pode se tornar um local perigoso por causa do tráfico de drogas

Ponte Estaiada pode se tornar um local perigoso por causa do tráfico de drogas

A ponte passa no centro do Morro da Esperança, conhecido pelos pontos de vendas de drogas.

Os teresinenses estão realmente levando a sério o fato da ponte estaiada Mestre João Isidoro França tornar-se o cartão postal da cidade. Nos primeiros dias após ser liberada para o tráfego, as pessoas paravam até para tirar fotos. Devido o aumento do fluxo de veículos a avenida Dom Severino ficou congestionada.

Movidos pela novidade da obra, algumas pessoas esquecem o quanto o local pode ser perigoso, principalmente para pedestres e ciclistas. A ponte passa no centro do Morro da Esperança, conhecido pelos pontos de vendas de drogas. Segundo Fagner Leite, policial do Distrito Policial da Primavera, sempre havia registros de furtos e roubos na região, o que tende a aumentar com o movimento mais intenso.

O efetivo formado por viaturas da 3ª Companhia da Polícia Militar e do 1º BPM, que atuava na área do Morro da Esperança, continua o mesmo e agora torna-se pequeno. ?Se não colocarem um policiamento ostensivo vai acontecer muita coisa ruim?, afirmou o policial Fagner Leite.

FLUXO INTENSO - Segundo Douglas Monteiro, gerente de engenharia de tráfego da Strans, espera-se um movimento de 40 mil veículos por dia. ?A gente já imaginava que logo após a inauguração fosse ter um fluxo mais intenso até que as pessoas se adéquem e vá diminuindo até chegar a esse número estimado anteriormente?, declarou, acrescentando que já se nota a redução do movimento na ponte em relação ao primeiro dia em que foi liberada.

Equipes da Strans estiveram na ponte durante a manhã desta segunda fazendo alguns ajustes principalmente no tempo dos semáforos e na sinalização das vias de acesso. ?O que havia antes, não comportava o volume que agora terá naquela área?, disse Douglas Monteiro.

O ex-caminhoneiro João Bezerra utiliza sua experiência com viagens e alerta para a necessidade de placas informativas indicando a direção de outras cidades. ?Só tem aquelas mostrando os lugares dentro da própria capital e, se o local será um ponto turístico, essas placas são muito importantes para as pessoas de fora se localizarem mais facilmente?, observa o Bezerra.

Fonte: Nayara Felizardo