Por falta de vaga nas celas, mulheres e homens são amarrados com cordas em delegacia do RN

Por falta de vaga nas celas, mulheres e homens são amarrados com cordas em delegacia do RN

Uma das mulheres amamenta uma criança; 17 presos estão em um corredor

Pelo menos 17 pessoas estão amarradas com cordas no corredor da delegacia de polícia de Macau, no interior do Rio Grande do Norte, desde o Carnaval. De acordo com denúncia do Sindicato dos Policiais Civis e Servidores da Segurança Pública (Sinpol-RN), que constataram a situação na manhã desta terça-feira, três dos detidos são mulheres.

Segundo os policiais, não existem algemas e, por isso, os presos estão amarrados com cordas, todos juntos no corredor. Segundo a delegacia, antes do Carnaval, alguns presos já estavam no local, mas a situação se agravou depois da festa. O número de presos chegou a 18, mas um conseguiu fugir.


Por falta de vaga nas celas, mulheres e homens s縊 amarrados com cordas em delegacia do RN

?Do jeito que está a situação, outros vão fugir a qualquer momento. Os presos estão bem perto da recepção e têm contato com qualquer pessoa que chegar na delegacia. Para se ter uma ideia, uma das mulheres presas está amamentando e, todos os dias, o filho é levado até ela?, disse a vice-presidente do sindicato, Renata Pimenta.

O Sinpol informou que vai recorrer ao Ministério Público e ao Poder Judiciário pedir remoção urgente dos presos. ?Caso contrário, os policiais civis deverão deixar o prédio e irem imediatamente se apresentar na Delegacia Geral, visto que essa situação, além de degradante, é de total insegurança para a sociedade e para os policiais civis?, afirma Renata.

Tentamos contato com o Comando de Policiamento do Interior da Polícia Civil do Estado, mas não conseguiu encontrar o diretor José Carlos de Oliveira. A Coordenadoria de Administração Penitenciária (Coape) também foi procurada, mas ninguém foi localizado para comentar o caso.

Fonte: Terra