Por UPPs, mais de 200 policiais do Bope vão ocupar favelas do Rio

Por UPPs, mais de 200 policiais do Bope vão ocupar favelas do Rio

Eles vão fazer operação nos morros São João, da Matriz e do Quieto.

Mais de dez mil moradores de pelo menos três comunidades do Engenho Novo, no subúrbio do Rio, vão ser beneficiados com uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP). Mais de 200 agentes do Batalhão de Operações Especiais (Bope) fazem nesta quinta-feira (6) a ocupação das comunidades.

De acordo com o capitão Ivan Blaz, relações públicas do Bope, os agentes vão começar a ocupar os morros da Matriz, São João e do Quieto. Segundo eles, já foram feitas algumas operações nessas comunidades na época da instalação da UPP do Morro dos Macacos, em Vila Isabel, na Zona Norte, que fica do outro lado do mesmo maciço.

?Naquela época já tínhamos a sensação de uma aparente tranquilidade nessas comunidades. Esperamos que hoje seja também mais uma operação tranquila. Mas logicamente, estamos preparados para o pior?, disse o militar.

Segundo Blaz, as três comunidades têm também um grande acesso a uma área de mata atlântica, o que representa um obstáculo para a operação. Por isso, as ações têm de ser diferenciadas e não podem ser por meios convencionais.

?Para os moradores dessas comunidades pedimos que permaneçam em suas residências para que possam atender as orientações dos policiais e evitem as vielas no momento dos deslocamentos dos agentes?, disse o capitão Blaz informando que os policiais devem permanecer na região até a instalação da UPP por cerca de 40 dias.

Fonte: g1, www.g1.com.br