Posto assaltado 14 vezes era, na verdade, vítima de farsa

Posto assaltado 14 vezes era, na verdade, vítima de farsa

Assaltos falsos eram forjados por frentistas e terceiro comparsa, identificado como Ian

O posto de combustível que foi noticiado como vítima de 14 assaltos entre o ano passado e março deste ano, no bairro Parque Piauí, zona sul de Teresina, na verdade foi vítima de estelionato. O delegado geral da Polícia Civil, James Guerra, explicou que os assaltos eram planejados por dois frentistas e um terceiro elemento, identificado como Ian.

Segundo James Guerra, Ian aparece em imagens do circuito interno do posto de gasolina, vestido em certa roupa, e conversa com um dos frentistas, e vai embora depois. Horas mais tarde, Ian volta, vestido com roupas diferentes, e pratica um falso assalto, com a ajuda dos frentistas, que entregam o dinheiro do caixa, e ele ainda pega alguns produtos, como latas de cerveja e energético e picolés.

O que os bandidos não sabiam era que câmeras de segurança não do posto, mas de outro local próximo, flagrou Ian, vestido novamente com a primeira roupa, conversando com o frentista, e inclusive, os dois tomam um dos picolés roubados. Todos os 14 assaltos registrados aconteceram no plantão deste mesmo frentista, e todos os boletins de ocorrência foram feitos por ele.

"Não se trata de um crime de roubo, mas sim de estelionato, e os boletins de ocorrência são falsos", comentou o delegado James Guerra. Os responsáveis já estão sendo indiciados.

Fonte: Andrê Nascimento