PR: polícia efetua mais prisões relacionadas com o caso da médica

Médica chefe da UTI do Hospital Evangélico, Virgínia Helena Soares

Um médico e uma enfermeira foram presos no início da manhã deste sábado com o cumprimento de mandados de prisão pela Núcleo de Repressão dos Crimes contra a Saúde (Nucrisa). Eles são funcionários do Hospital Evangélico de Curitiba (PR) e estariam relacionados com o caso da médica Virgínia Soares de Souza , presa na última terça-feira suspeita de provocar morte de pacientes na UTI geral do hospital.

A Polícia Civil está cumprindo quatro mandados de prisão em Curitiba na manhã de hoje. Duas pessoas já foram encaminhadas para a sede do Nucrisa. O advogado que defende a médica Virgínia Soares de Souza, Elias Mattar Assad, já está no local.

O advogado ontem reiterou que não existem provas contra a médica. O Hospital Evangélico trocou toda a equipe da UTI geral, remanejando 47 funcionários. o hospital também está com uma sindicância interna para apurar as denúncias.


PR: polícia efetua mais prisões relacionadas com o caso da médica

Fonte: Terra, www.terra.com.br