Predadora sexual foi presa por abusar de alunos

Predadora sexual foi presa por abusar de alunos

Defesa alegou que ela tinha distúrbios mentais e era ré primária

Uma professora americana condenada por fazer sexo com dois alunos foi qualificada de "predadora sexual" por um tribunal americano nesta segunda-feira (28) e condenada a dez anos de prisão.

Stephanie Ragusa, que era professora na Flórida, chegou a chorar durante a leitura da sentença, mas consentiu com a cabeça em aprovação às palavras do juiz Chet Tharpe. Ela também pegou mais15 anos de liberdade condicional, segundo a imprensa local.

Stephanie, hoje com 31 anos, era professora de matemática na Davidsen Middle School, na cidade de Tampa. Ela havia sido condenada em abril, por ter assediado e mantido relações com um adolescente de 14 anos e outro de 16. Os dois casos ocorreram em 2008, e ela está presa desde então.

A acusação descreveu Stephanie como uma manipuladora experiente, que tinha como vítimas favoritas os garotos mais vulneráveis. Os dois garotos de quem ela abusou vieram de famílias com problemas de relacionamento.

A defesa argumentou que a mulher tinha distúrbios mentais e era ré primária. Ela também teria tido experiências traumáticas ao longo de sua vida. A defesa pediu que a punição ficasse limitada à prisão domiciliar.

Mas ela acabou pegando a pena máxima aplicável no caso, pois o juiz argumentou que ela manteve uma atitude "arrogante" durante o julgamento.

Fonte: g1, www.g1.com.br