Prefeita é condenada por estacionar em local proibido e tirar placa

Em resposta, a gestora alegou que sofre perseguição política.

A prefeita da cidade de Peruíbe, no litoral de São Paulo, Ana Preto (PTB) foi condenada pela Justiça por improbidade administrativa. De acordo com a denúncia do Ministério Público, no ano de 2013, a gestora estacionou o seu veículo em um local proibido e para evitar ser multada, ela determinou à então diretora do Departamento de Mobilidade Urbana que a placa de ‘proibido estacionar’ fosse retirada do local.

Na época, o caso foi denunciado por munícipes e a denúncia encaminhada para o Ministério Público. O MP pediu o ressarcimento da multa que deixou de ser recolhida, a perda da função pública exercida, a suspensão dos direitos políticos e proibição de contratar com o poder ou receber benefícios.

Em resposta, a gestora alegou que sofre perseguição política. Ela confessou que estacionou em um local irregular mas que não teve intenção o que não configura improbidade administrativa.

Foi decidido então que Ana Preto terá seus direitos políticos suspensos por três anos, além de ser obrigada a pagar multa de 10 vezes do seu salário e a proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais, direta ou indiretamente, também pelo prazo de três anos.

Prefeita condenada (Crédito: Reprodução)
Prefeita condenada (Crédito: Reprodução)
Ação da prefeita foi filmada (Crédito: Reprodução)
Ação da prefeita foi filmada (Crédito: Reprodução)


Fonte: Com informações do G1