Prefeita 'ostentação' do Maranhão segue foragida da Polícia Federal

Ela é acusada de desviar muitos recursos da educação.

A Polícia Federal do Maranhão iniciou a Operação Éden, que tem como objetivo investigar os desvios de verbas dos prefeitos do Estado, há três dias. E um dos focos é o município de Bom Jardim (275 km de São Luis). A prefeita da cidade, Lidiane Leite (PP), de 25 anos, é acusada de realizar vários crimes de desvio de recursos e segue foragida.

Toda a investigação começou pela Gaeco com a ajuda do Ministério Público do Maranhão e Ministério Público Federal. No começo da operação foram presos o ex-secretário de agricultura, e o ex-namorado da prefeita.

Image title


Após o início da operação, a prefeita Lidiane Leite sumiu da cidade e os moradores afirmam que não sabem quem está no comando do município. Isso porque os vereadores não podem realizar uma votação para afastar a prefeita por conta de uma medida cautelar obtida por ela na justiça.

Ela já havia sido afastada três vezes do cargo: na primeira vez, em abril de 2014, pelo prazo de 30 dias após denúncias de improbidade administrativa, retornando ao cargo em 72 horas, depois de obter liminar na Justiça; na segunda, pelo período de 180 dias, em dezembro de 2014, com liminar suspensa pelo Tribunal de Justiça do Maranhão (TJ-MA) em 48 horas; e  terceira em maio de 2015, retornando em 72 horas.

Fonte: Com informações do G1