Presa perde benefício do semiaberto após ser flagrada fazendo sexo

A detenta cumpria pena por tráfico de drogas

Um funcionário de uma empresa terceirizada e uma detenta – que cumpria regime semiaberto – foram flagrados na última quarta-feira (18) fazendo sexo no estacionamento dos fundos da Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social (Setas), no Centro Político Administrativo, em Cuiabá.

De acordo com a Polícia Militar, um guarda que faz a segurança do local viu o casal dentro do carro e acionou a secretaria. Segundo a PM, o funcionário presta serviços para uma empresa terceirizada que atua na secretaria.

A Setas declarou que assim que soube do fato comunicou o caso à Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh) e pediu a substituição da detenta.A Sejudh disse que a presa perdeu o benefício de continuar no semiaberto após o fato.

A detenta, que cumpria pena por tráfico de drogas, foi levada para a Penitenciária Feminina Ana Maria do Couto, em Cuiabá. Conforme a Sejudh, a presa participava de um projeto que permitia o trabalho fora da penitenciária, uma forma de ressocialização oferecida aos presos no regime semiaberto em Mato Grosso.

Fonte: G1