Presidiário é assassinado a golpes de cossoco artesanal

Presidiário é assassinado a golpes de cossoco artesanal

O crime ocorreu durante a madrugada e o corpo achado pela manhã

Depois de dez meses sem o registro de ocorrências violentas, a Casa de Privação Provisória de Liberdade Professor Clodoaldo Pinto (CPPL II), em Itaitinga, no Ceará, registrou, ontem, mais uma morte. O detento Alexandre Roberson Uchôa, que estava no isolamento da CPPL, foi assassinado a golpes de cossoco (arma artesanal fabricada dentro das penitenciárias) durante a madrugada.

Somente pela manhã, uma equipe da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) esteve no local para fazer o exame preliminar do cadáver e liberá-lo para ser conduzido para a Coordenadoria de Medicina Legal (Comel). Até a manhã de ontem, não havia sido solicitado reforço policial para que fosse realizada uma vistoria no presídio.

A última ocorrência com morte registrada naquela unidade prisional tinha sido em fevereiro deste ano quando seis detentos conseguiram escapar da CPPL após quebrar a parede de concreto da Vivência ´C´, ´burlarem o moderno sistema de vigilância da Unidade, cortarem duas cercas e, por fim, entrarem em um denso matagal, nos fundos do presídio.

Fonte: Diário do Nordeste, www.diariodonordeste.com.br