Presos mandam matar mulheres por maus tratos ao seus filhos

Presos mandam matar mulheres por maus tratos ao seus filhos

Vítimas mantinham um relacionamento com os mandantes do crime

A ordem para o assassinato e esquartejamento de duas mulheres, que aconteceu na madrugada da quarta-feira (6) em João Pessoa, partiu de dentro da Penitenciária Desembargador Flósculo da Nóbrega, conhecida como presídio do Róger, é o que apontam as investigações da Delegacia de Homicídios.

De acordo com o gerente do Sistema Penitenciário, o tenente-coronel Arnaldo Sobrinho, a prisão dos suspeitos e identificação dos mandantes do duplo homicídio, foi resultado de um trabalho integrado do Sistema Penitenciário, Gerência de Inteligência da Polícia Militar e demais órgãos de segurança, ?ainda no final da tarde as informações foram convergindo para os dois detentos, que foram identificados e localizados no presídio do Róger? disse o tenente-coronel.

Os dois detentos, que seriam os mandantes do duplo homicídio, mantinham uma relação com as vítimas e um deles afirmou ter ordenado o assassinato de uma das mulheres. Ele informou a Polícia que a mulher era responsável pela guarda de um filho dele, de outro relacionamento, e que ela teria batido na criança, ele também declarou não se arrepender e afirmou que a segunda vítima, que era namorada do outro presidiário, morreu porque sabia de tudo.

A Polícia informou ainda que um adolescente de 17 anos estaria entre os suspeitos do crime, ele teria sido responsável por vigiar a entrada da casa, onde os outros quatro homens assassinaram as vítimas a facadas. O adolescente foi encaminhado para a Delegacia da Infância e Juventude.

O tenente-coronel Arnaldo disse que os dois presidiários já respondem por duplo homicídio, roubo qualificado e crimes praticados em João Pessoa e no município de Itabaiana, e que serão averiguadas as condições do retorno de ambos para o presídio do Róger, tendo em vista que os mesmos já sofreram ameaças de outros presos.

A Polícia também investiga se o assassinato das duas mulheres tem alguma ligação com outro crime semelhante, praticado contra um homem na semana passada na mesma região ?nós não tivemos nenhuma indicação de relação deste crime com o outro, mas as investigações serão aprofundadas e a hipótese não está descartada dentro dessa linha de investigação? explicou o tenente-coronel.

As duas mulheres foram encontradas mortas na madrugada da quarta-feira (6) no bairro Funcionários I em João Pessoa. De acordo com a polícia, os corpos das vítimas estavam esquartejados e dentro de um saco plástico. Na semana passada um homem também foi encontrado esquartejado dentro de uma sacola plástica, na comunidade Jardim Guaíba, no bairro Funcionários I.

Fonte: Globo.com