Jovem acusado de matar metalúrgico é preso e dá língua para polícia

O crime aconetceu no dia 08 de dezembro de 2014 na zona Sul de THE.

Nesta terça-feira, dia 05 de abril, policiais da Delegacia de Homicídios de Teresina, prenderam, no Parque São Jorge, zona sul da capital, um jovem identificado como José Danilo de Oliveira Silva, vulgo “De Martelo”, acusado de assassinar um metalúrgico identificado por Rafael Anderson da Silva Galvão, de 25 anos. O crime ocorreu no dia 08 de dezembro de 2014.

O delegado Baretta, coordenador da Delegacia de Homicídios, informou que o suspeito foi preso em posse de crack e maconha. Segundo o delegado, ele agia como um dos “soldados” do tráfico comandado por Francisco Machado de Araújo, vulgo “Padeiro”,  que é irmão de Juraci Machado de Araújo, preso no início do ano. 

O crime

Rafael Anderson da Silva Galvão teve a sua motocicleta roubada nas proximidades de sua residência no bairro Santo Antônio, região do grande Promorar, zona Sul de Teresina. Após algumas horas,  descobriu que os assaltantes moravam no Parque São Jorge, uma comunidade que fica bem próximo de sua casal. Ao relatar para os seus familiares que teve a sua moto roubada, e que também teria visto os dois acusados andando com o produto do roubo pelas ruas do  bairro, o seu pai, Francisco das Chagas também ficou bastante revoltado com a situação.

De acordo com informações da família, os dois decidiram se deslocar até a comunidade para tentar recuperar a motocicleta. Os acusados do roubo estavam armados e ao avistarem pai e filho atiraram contra os dois. Francisco das Chagas, pai de Rafael, foi atingido com um tiro de raspão no braço, já o jovem recebeu um tiro no peito, ele ainda foi levado com vida até o Hospital do Promorar onde acabou não resistindo e morrendo no local.

Após o crime, o chefe do tráfico na região conhecido como 'padeiro' determinou que todos os moradores da comunidade se trancassem dentro de casa para ninguém passar qualquer tipo de informação para a polícia. “Normalmente as pessoas aqui só dormem um pouco mais tarde, mas desde a hora do crime que todo mundo se recolheu”, disse.

José Danilo de Oliveira Silva, vulgo “De Martelo”
José Danilo de Oliveira Silva, vulgo “De Martelo”



Fonte: Portal Meio Norte