Preso acusado de matar passageiro de ônibus em assalto

O acusado foi rastreado devido usar tornozeleira eletrônica

O ex-detento em liberdade condicional Dhenisson Wellington de Sousa Silva, de 21 anos, foi preso no início da tarde de segunda-feira pelos policiais da Companhia Independente do Promorar da Polícia Militar (PM) acusado pelo assassinato, com um tiro no peito, do estivador José Francisco Rodrigues dos Santos, de 42 anos, que tentou reagir a um assalto em um ônibus da linha Centro – Teresina Sul, quando estava passando no bairro Parque Eliana, na zona Sul de Teresina.

Dois rapazes entraram no ônibus da empresa Transcol e anunciaram o assalto e o estivador José Francisco Rodrigues dos Santos reagiu o assalto com uma chave de fenda.

O cabo Cheivan, da Companhia Independente do Promorar da Polícia Militar, afirmou que os policiais identificaram onde estava Dhenisson Wellington de Sousa Silva através do rastreamento já que ele usa tornozeleira eletrônica por estar pagando pela, em liberdade condicional, pelo crime de porte ilegal de arma.

O rastreamento eletrônico localizou Dhenisson Wellington de Sousa Silva na casa de sua avó, na Vila Clemente Fortes, na zona Sul de Teresina, onde estava escondido desde o dia do assassinato de José Francisco Rodrigues dos Santos, na sexta-feira.

Dhenisson Wellington de Sousa Silva não confessou o crime e o cabo Cheivan acredita que o preso não assinou a confissão do assassinato com medo de também ser assassinado pelos outros envolvidos no crime.

A Polícia Militar concluiu que três jovens estão envolvido no assassinato de José Francisco Rodrigues dos


Dhenisson Wellington é acusado de participar de assalto
Dhenisson Wellington é acusado de participar de assalto

Repórter: Efrém Ribeiro

Fonte: Efrém Ribeiro