Preso acusado de matar pipoqueiro no CE

A vítima foi eliminada com dois tiros na cabeça. em Fortaleza

Em menos de 72 horas, a equipe de inspetores do 34º DP (Centro), sob o comando do delegado José Antunes Teixeira, conseguiu elucidar um crime de morte ocorrido no Centro da cidade, na noite da última sexta-feira, quando o pipoqueiro João Paulo Morais da Silva, 19, foi eliminado com dois tiros na cabeça.

O acusado do crime, o também pipoqueiro e ex-presidiário Valdênio Mendes Cirino, 25, foi preso no fim da manhã de ontem, em sua casa, no bairro Presidente Kennedy. Ele está detido por força de três mandados de prisão por ter violado o regime de prisão semi-aberto, que deveria estar cumprindo na Colônia Agrícola Penal do Amanari, em Maranguape.

Ameaças

De acordo com o delegado, o acusado está preso pelos mandados de prisão expedido pela 2ª Vara do Júri e pela Vara Única de Execuções Criminais, já que não houve flagrante do assassinato do ambulante.

Testemunhas compareceram à delegacia e informaram que há seis meses, Valdênio havia ameaçado a vítima e o cunhado dela devido a disputa por ponto de venda de pipoca, na porta do Teatro José de Alencar. Nos últimos dias, eles apareceu com uma arma. Segundo as investigações da Polícia, a arma que ele estava mostrando e dizendo que usaria contra João Paulo e seu cunhado, Francisco Ivanildo, seria a mesma usada contra João Paulo.

Na noite de sexta-feira, João Paulo foi morto na esquina das ruas Tereza Cristina e Guilherme Rocha, sendo executado sem chance de defesa.

Fonte: Diário do Nordeste, www.diariodonordeste.com.br