Preso acusado de matar prefeito no Piauí

Preso acusado de matar prefeito no Piauí

O acusado deverá ficar preso até a data da próxima audiência, que foi marcada para o dia 07 de maio

Depois de tentar adiar pela terceira vez a última audiência necessária para a marcação do julgamento da morte do Prefeito de Redenção do Gurguéia, assassinado em 1991, o principal acusado pelo crime, Dilson Marques Fernandes, teve sua prisão preventiva decretada pelo juiz da comarca do município, Luiz Henrique Moreira. O magistrado alegou que o réu estava notoriamente atrapalhando a instrução do processo com o objetivo único de alcançar o prazo de prescrição, que é de 1 ano. O crime completou 19 anos na sexta-feira passada e corria o risco de prescrever por conta da morosidade da justiça. O acusado deverá ficar preso até a data da próxima audiência, que foi marcada para o dia 07 de maio. Nesta data, os sete réus acusados pelos crimes devem ser pronunciados. Essa é a quarta audiência marcada após a reabertura do Inquérito no ano de 2007,quando um familiar de Dilson Marques, que supostamente também tem envolvimento no crime, o denunciou à justiça. Dilson, que é marido da então vice-prefeita da cidade, chegou a ser preso em 2008, mas permaneceu preso apenas por uma semana. A família já entrou com uma reclamação disciplinar e denunciou o caso ao Conselho Nacional de Justiça . Em inspeção realizada pelo órgão no ano passado, o processo voltou a andar. ?Depois da inspeção realizada pelo CNJ, foram marcadas duas audiências, mas estas foram canceladas por motivos infundados ?, argumenta a viúva Elita Tavares de Alencar Santos, que questiona o motivo do crime completar 19 anos de impunidade.

Fonte: Carolina Durães, Jornal Meio Norte