Preso casal que obrigou jovem a se ajoelhar 9 horas por dia

O casal supostamente obrigou o adolescente a ficar de joelhos no chão do banheiro com as mãos nas costas

Um casal que vive no condado de Polk (centro da Flórida) foi preso e acusado de castigar um adolescente de 13 anos obrigando-o a permanecer de joelhos por nove horas diárias durante dez dias seguidos por tirar notas ruins na escola, informaram as autoridades nesta sexta-feira. Albert Cusson, 57 anos, e sua mulher, Nancy, 47, madrasta do menino, que vivem na localidade de Lakeland, foram detidos na quinta-feira e acusados de abuso de menores com agravantes, indicaram as autoridades de Polk em comunicado.

Segundo as informações divulgadas, o casal supostamente obrigou o adolescente a ficar de joelhos no chão do banheiro com as mãos nas costas nove horas diárias durante dez dias seguidos. "Não há desculpa para este tipo de comportamento deplorável. As pessoas que maltratam as crianças são o pior do pior. A prisão é boa demais para eles. Os Cusson estarão mais cômodos na cadeia do que o menino estava sob seus cuidados", afirmou o xerife Grady Judd.

Segundo os depoimentos, durante as nove horas diárias que permanecia de joelhos, a vítima "não tinha permissão para se esticar, descansar, comer ou utilizar o banheiro". Quando o adolescente se movimentava, apanhava com um pau. À noite, dormia na banheira.

Na terça-feira passada, os detidos disseram ao menino que teria que permanecer novamente de joelhos o dia todo durante os próximos 20 dias como castigo, o que o levou a fugir de casa, já que "não aguentava mais". A polícia comprovou sinais de abuso no corpo do menor, que mostrava dificuldades para andar devido ao tempo que tinha permanecido ajoelhado.

Fonte: Terra