Polícia prende "motoqueiro fantasma" que efetuava vários roubos de bolsas

Polícia prende "motoqueiro fantasma" que efetuava vários roubos de bolsas

O motoqueiro fantasma de Piripiri tem o nome do goleiro chileno, Rojas, que ficou mundialmente conhecido após o episódio da "fogueteira do Maracanã"

Na noite de ontem, 07, a Policia Militar de Piripiri prendeu um motoqueiro denominado por ?Motoqueiro Fantasma?, acusado de ser o autor de dezenas de roubos de bolsas de mulheres em Piripiri. Segundo a Polícia o acusado escolhia sempre mulheres para prática do crime nas imediações das agências bancárias. Em suas ações ele sempre usava uma moto Broz, e ao se aproximar das vítimas ele puxava a bolsa e fugia.

A polícia militar forneceu uma foto do"Motoqueiro Fantasma", e recebendo uma ligação anônima, chegou ao local, abordou o acusado, anunciando a prisão de Rojas, jovem barrense, estudante da Uespi, do oitavo período de Direito.

Rojas do Chile

O motoqueiro fantasma de Piripiri tem o nome do goleiro chileno, Rojas, que ficou mundialmente conhecido após o episódio da "fogueteira do Maracanã", quando fingiu ter sido atingido por um sinalizador num jogo entre Brasil e Chile. Rojas temia que seu time fosse desclassificado pelo Brasil nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 1990; então, junto com o zagueiro Fernando Astengo, bolou um plano para tentar impedir isso, que consistia em pedir o cancelamento da partida por falta de segurança. Rojas entraria em campo com uma lâmina de barbear escondida na luva e, em determinado momento, cortaria o próprio rosto, fingindo que uma pedra o haveria atingido. O sinalizador, portanto, foi apenas uma coincidência. No entanto, com a farsa descoberta, Rojas acabou banido da prática do futebol.

Já em Piripiri a farsa também caiu por terra, um pacato estudante de direito da Uespi é o Motoqueiro Fantasma.

Fonte: Veja Piripiri