Preso ex-pastor acusado de estuprar sua filha e transmitir HIV

Ele estuprou a filha por um período de nove anos

Foi preso nesta quarta-feira, no Conic, próximo à rodoviária do Plano Piloto, o ex-pastor evangélico de 53 anos acusado de estuprar a própria filha por nove anos. Segundo policiais, o suspeito teria transmitido o vírus HIV para a adolescente e a mãe dela - ele sabia do diagnóstico, mas nao usava preservativo nas relações.

A investigação aponta que a filha, que atualmente tem 16 anos, foi estuprada constantemente dentro de sua residência entre os 7 e os 10 anos, e novamente aos 14 anos de idade e que ele esperava a mãe das crianças sair de casa para praticar o crime.

"Ela [a criança] narra com detalhes os abusos que aconteceram entre os 7 e os 10 anos. A conduta dele é muito típica. Ele tentava imputar a culpa à mãe da criança e oferecia balas e bombons [à vítima]", diz Wisllei Salomão, Delegado-chefe de Proteção à Criança e ao Adolescente.


Ex-pastor foi preso acusado de estuprar a filha
Ex-pastor foi preso acusado de estuprar a filha

No fim de maio, a jovem contou a uma amiga sobre os abusos e foi aconselhada a denunciar o caso à polícia. O teste de HIV foi feito na companhia da mãe, que também teria sido infectada pelo suspeito em 2006.

Após o diagnóstico, a mulher confrontou o marido na presença dos filhos e conseguiu arrancar dele uma confissão de culpa. Segundo ela, ele admitiu que estuprou a filha e que mantinha relacionamentos com outras mulheres, transando sem preservativo.

A mulher denunciou o caso à Polícia Civil, que investigou a conduta do suspeito nos últimos três meses. "A adolescente falou que, depois de denunciar, poderia viver melhor com a família por receber apoio da família e de amigos da igreja", diz Salomão. Mãe e filha foram encaminhadas para tratamento médico e estão tomando medicamentos contra o HIV.


Fonte: G1