Preso ex-policial militar que protegia o traficante Nem

Preso ex-policial militar que protegia o traficante Nem

Segundo chefe de polícia, ao mesmo tempo, ele também colaborava com investigações

O ex-policial militar Carlos Henrique Pereira Januária, acusado de fazer segurança e de alertar o traficante de drogas Antônio Bonfim Lopes, o Nem da Rocinha, sobre operações policiais na favela, também fornecia informações da quadrilha do criminoso para ajudar nas investigações da polícia, segundo o chefe de Polícia Civil, delegado Allan Turnowski. Carlos foi preso nesta sexta-feira (26) por policiais da Polinter.

?Ele era um agente duplo da criminalidade. Ao mesmo tempo que nos fornecia informações importantes, que eram compatíveis com as investigações, também vazava as operações que eram montadas para prender o traficante.

Para o delegado, o traficante Nem conta com a colaboração de outros policiais. ?Estamos investigando envolvimento de alguns policiais com traficantes. Minha presença aqui é para dar um recado: policial que se envolve com o crime será tratado pior do que bandido. Eles são traidores e colocam a vida de outros policiais em risco?, afirmou.

Entre as informações que o ex-PM teria passado para a polícia seria a da descoberta de uma refinaria montada dentro da favela pela quadrilha de Nem. Segundo a polícia, Nem oferece R$ 20 mil para que informantes o alertem sobre operações policiais. Mas, de acordo com a qualidade das informações, esse valor pode ser maior.

Fonte: g1, www.g1.com.br