Preso falso pastor suspeito de estuprar 40 mulheres

A polícia chegou até ele graças a um celular roubado de uma das vítimas

A Polícia Civil apresentou, nesta terça-feira, um estuprador suspeito de ter violentado 40 mulheres na Ilha do Governador e Itaboraí. Segundo a polícia, Waldinei Ferreira da Ressurreição, 34 anos, se passava por pastor evangélico e afirma ser inocente.

A polícia chegou até ele graças a um celular roubado de uma das vítimas. A polícia rastreou o aparelho e constatou o aparelho estava sendo usado pela mulher do suspeito.

Segundo as investigações, a onde de crimes ocorreu em três períodos: a primeira foi em 2003, quando acabou preso, e de 2005 a 2007. Em janeiro deste ano, Waldinei voltou para o Rio e fez novas vítimas. No total, a polícia acredita que o falso pastor tenha violentado 23 mulheres na Ilha e outras 17 em Itaboraí.

A investigação da Polícia Civil traçou um perfil do suspeito. Ele só atacaria de madrugada, em comunidades carentes, após constatar que não havia homem algum na residência escolhida. Em todos os crimes usava capuz. Ele foi reconhecido pela maioria das vítimas por causa de uma cicatriz nas costas.

Fonte: Terra, www.terra.com.br