Preso, frentista vendia drogas no cartão

O dono do posto, Roberto Uehara, diz que nunca desconfiou do funcionário

A polícia prendeu um frentista de 26 anos que vendia drogas no trabalho e aceitava pagamento em cartões de crédito e de débito. Ele trabalhava em um posto em São José do Rio Preto, cidade a 438 quilômetros de São Paulo. No momento da prisão, ele estava com dez porões de cocaína e R$ 352 em dinheiro, segundo a polícia.

O posto de combustível onde ele era empregado é ponto de encontro de jovens de classe média da cidade. De acordo com os investigadores, o suspeito entregava as porções de cocaína no caixa e recebia com cartões de crédito e débito.

O dono do posto, Roberto Uehara, diz que nunca desconfiou do funcionário e que a descoberta foi uma surpresa para todos. A polícia pediu as imagens das câmeras de segurança do local para tentar identificar os compradores.

Fonte: g1, www.g1.com.br