Preso homem por ameaça a aluna da escola de Realengo

Em abril, 12 alunos foram mortos na mesma escola no Rio de Janeiro.

A Polícia Civil informou que um homem armado foi preso na noite desta segunda-feira (16) após ameaçar uma estudante da Escola Municipal Tasso da Silveira, em Realengo, na Zona Oeste do Rio, onde 12 alunos foram mortos no início de abril.

Segundo a polícia, o homem, que tem 35 anos, estava armado com uma pistola, e teria ameaçado uma jovem, de 17 anos, e seu namorado. Segundo a polícia, o homem é ex-namorado da adolescente e não se conformava com o fim do relacionamento. Ele foi detido nas imediações da escola.

Em entrevista por telefone ainda na delegacia, a jovem disse ao G1 que vinha sendo ameaçada há cerca de duas semanas e que o homem mostrou a arma na frente da escola e rondou o prédio em uma motocicleta. Ele foi preso por uma equipe da Polícia Militar (PM) e encaminhado ao 33º DP (Realengo).

De acordo com a polícia, o homem seria preso em flagrante por ameaça, com base na Leia Maria da Penha.

O massacre na Escola Municipal Tasso da Silveira, em Realengo, ocorreu no dia 7 de abril. O atirador Wellington Menezes, ex-aluno do colégio, matou 12 crianças e feriu mais dez estudantes.

Para apagar as marcas da tragédia, a escola passou por reforma e retomou as atividades. Todas as paredes foram pintadas e as salas ganharam mobílias novas. Segundo dados da escola, 34 crianças pediram transferência após a tragédia.

Fonte: g1, www.g1.com.br