Preso homem suspeito de atrair, roubar e matar homossexuais

Uma das vítimas é um professor de 70 anos, que está desaparecido.

Policiais da Delegacia da Taquara (32ª DP) prenderam na manhã desta quinta-feira (27) Robson Luiz Castelo Branco Cardoso, de 31 anos. Ele é suspeito de integrar uma quadrilha que marcava encontros pela internet e roubava as vítimas, preferencialmente homossexuais. A polícia investiga se uma pessoa foi morta pelos criminosos após um encontro.

Segundo a polícia, uma das vítimas é um professor de 70 anos, que desapareceu em Madureira após marcar o encontro em um site na internet. A outra vítima procurou a polícia após sobreviver a uma tentativa de homicídio.

Segundo o delegado Maurício Mendonça de Carvalho, após ser roubado, o homem foi levado para a favela do Muquiço, em Guadalupe, onde seria morto.

? Eles chegaram a atirar, mas os traficantes da região ouviram os tiros e revidaram. Eles abandonaram o homem e fugiram.

O policial explicou que um dos integrantes da quadrilha marcava os encontros pela internet e indicava um suposto taxista para levar a vítima ao seu encontro. Com um táxi clonado, o criminoso levava a vítima até o comparsa.

Com cartões de crédito e débito da vítima, os criminosos faziam saques em caixas eletrônicos e compras. A polícia investiga a participação de outras duas pessoas no esquema.

Segundo o delegado, uma vítima é homossexual assumido, mas a outra, que ainda está desaparecida não seria, de acordo com depoimentos de familiares. Por isso, o policial não descarta a participação de uma mulher na quadrilha.

? Nós temos elementos para acreditar que esse homem está morto. Esperamos que, após a divulgação, mais vítimas compareçam à delegacia.

Fonte: r7