Preso por roubo e estupro estava comemorando o seu aniversário

Preso por roubo e estupro estava comemorando o seu aniversário

O delegado responsável pelo caso, João Carlos Lóssio, explicou que a dupla estava aterrorizando moradores do Guará, Candangolândia,Núcleo Bandeirante

O jovem Diego Batista Vieira, de 18 anos, preso nesta terça-feira (18) acusado de roubo a veículos e estupro, disse à polícia que estava cometendo os crimes para "comemorar o aniversário". Ele estava com um amigo, identificado como Robson Neres de Almeida, de 27 anos, que está foragido.

O delegado responsável pelo caso, João Carlos Lóssio, explicou que a dupla estava aterrorizando moradores do Guará, Candangolândia e Núcleo Bandeirante. Os dois são responsáveis por vários roubos e furtos a pessoas, postos de combustíveis, comércios e residências. Só no mês de fevereiro, os suspeitos cometeram oito crimes.

De acordo com a polícia, na madrugada do último dia 7, data em que Vieira completou a maioridade penal, os dois saíram pelas ruas para "comemorar" o aniversário.

Eles abordaram um carro no setor de postos e motéis da Candangolândia e obrigaram a mulher e dois homens que estavam no veículo a seguir com eles até uma área isolada no Setor de Chácaras do Guará, onde roubaram celulares, joias, dinheiro e computadores. Em seguida, eles violentaram a mulher e fugiram com o carro.

Não satisfeitos, minutos depois eles agiram novamente. Foram até outro posto de combustíveis na Candangolândia e roubaram três mulheres que passavam pelo local. O delegado disse que os dois são altamente perigosos e já estavam sendo procurados por várias delegacias.

? É uma dupla procurada pela delegacia do Guará e Bandeirante por praticar vários roubos. Até agora são oito confirmados, mas certamente existem mais.

Os dois são velhos conhecidos da polícia. Vieira foi preso no dia 9 durante uma tentativa de assalto na QE 40 do Guará II e já tinha várias passagens pela polícia quando menor de idade. Na delegacia, ele confessou a participação nos crimes.

O comparsa, Robson, está foragido e de acordo com o delegado é um homem extremamente perigoso e violento. Ele já foi preso 15 vezes e tem outras 20 passagens pela polícia, incluindo tentativa de homicídio.

Fonte: r7