Preso professor suspeito de abusar sexualmente de 18 alunas durante intervalo das aulas

Preso professor suspeito de abusar sexualmente de 18 alunas durante intervalo das aulas

Segundo polícia, vítimas tinham entre 8 e 11 anos e confirmaram abusos.

Um professor 44 anos foi preso em Goianira, a 32 km de Goiânia, suspeito de estuprar pelo menos 18 alunas dele, todas com idade entre 8 e 11 anos. O homem, que lecionava para o ensino fundamental em uma escola municipal da cidade, foi detido neste sábado (8) pela Polícia Civil. A maioria das vítimas já prestou depoimento e confirmou as denúncias. O homem, no entanto, negou as acusações.

Segundo o relato das alunas, o crime acontecia durante o intervalo das aulas. O professor dividia a turma de 35 alunos em dois grupos. Enquanto os meninos brincavam nos fundos da sala, as garotas eram abusadas pelo suspeito, que as ameaçava para que não contassem o que acontecia a ninguém.

O caso só começou a ser investigado pela polícia depois que uma das meninas criou coragem e resolveu denunciar o homem, no mês passado.

"Houve o registro de uma ocorrência no início do mês de maio, no sentido de que ele, na condição de professor, vinha usando o seu cargo para praticar atos libidinosos com suas alunas", contou o delegado de Goianira, Vinícius Teles da Silva Costa, responsável pelo caso.

Segundo o delegado, o professor vai responder pelo crime de estupro de vulnerável contra pelo menos 18 vítimas. A pena para esse crime varia de 8 a 15 anos e pode aumentar em dois terços pelo fato de haver várias vítimas. A polícia vai continuar investigando para saber se existem mais meninas abusadas.

O prefeito de Goianira, Randel Miler, informou que o suspeito foi aprovado no último concurso do município e nomeado em dezembro do ano passado. Assim que a prefeitura soube das denúncias, há uma semana, o professor foi advertido, suspenso e exonerado do cargo.

Querido

A mãe de uma das supostas meninas abusadas, que preferiu não se identificar, disse que ficou surpresa quando soube do que aconteceu. Segundo ela, o professor era bastante querido pelos alunos.

?Ele começou a ganhar a confiança das meninas. Ele as tratava bem, brincava. Era um professor muito carinhoso?, afirmou a mulher.

Ainda assustada com o que aconteceu, a mãe comemorou a notícia da prisão. "Dá até um certo alívio, porque ele não vai fazer isso com outras crianças", completa.

Fonte: G1