Preso segundo suspeito de espancar e matar mulher inocente no Guarujá

Dona de casa foi linchada após um boato de que seria sequestradora de crianças

A polícia prendeu, na madrugada desta quinta-feira (8), o segundo suspeito de participar do linchamento de uma mulher no bairro Morrinhos, no Garujá, litoral de São Paulo. Fabiane Maria de Jesus foi espancada por mais cem pessoas no último sábado (3), após um boato de que sequestraria crianças para rituais de magia negra. Ela morreu dois dias depois.

O outro suspeito detido é o eletricista Valmir Dias Barbosa, de 48 anos. Ele aparece nas imagens da agressão e confessou à polícia ter participado do espancamento de Fabiane. A mulher foi agredida por cerca de meia hora.

O segundo suspeito detido foi identificado a partir dos vídeos do linchamento. Ele estava de bicicleta e batia com a roda na cabeça da dona de casa. Lucas Rogério Lopes, conhecido com Lagartixa, foi abordado às 2h30 desta quinta-feira em uma das principais avenidas do bairro Morrinhos. Ele não teria reagido à prisão.

Mulher conversava com criança quando foi confundida com ?bruxa? e linchada.

Polícia identifica mais cinco pessoas que lincharam Fabiane

Até agora quatro moradores que presenciaram as agressões foram ouvidos pela polícia. Eles afirmam que muitas pessoas tentaram ajudar Fabiane, mas que o número de pessoas decididas a agredir a vítima era muito grande. Alguns disseram ainda que estão sofrendo retaliações apenas por viver na comunidade. Algumas pessoas contaram que os filhos estão sendo ofendidos nas escolas nas quais estudam e, por isso, estão com medo de falar com a polícia, o que pode dificultar as investigações.

Fonte: r7