Preso suspeito de cobrar R$ 5 mil para não divulgar fotos íntimas

A modelo procurou a Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática, na quarta-feira da semana passada

Um jovem foi preso, nesta segunda-feira (18), suspeito de extorquir dinheiro de uma modelo "plus size" para não divulgar fotos íntimas da mulher na internet. Brunno de Carvalho Ferreira, de 24 anos, foi surpreendido em uma lan house, no Centro do Niterói, na Região Metropolitana do Rio. De acordo com as investigações, o criminoso chegou a cobrar R$ 5 mil reais da vítima. "O valor caiu para R$ 3,5 mil. O rapaz disse que o prazo para entregar o dinheiro iria acabar. A modelo marcou um encontro e chamou a polícia", contou o delegado Gilson Perdigão.

A modelo procurou a Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática, na quarta-feira da semana passada (13), para denunciar a extorsão. Segundo a polícia, Brunno conseguiu as fotos íntimas após se passar por um modelo e dizer que a agência onde trabalhava precisava de mulheres acima do peso para teste de lingerie. O jovem usava perfis falsos no Facebook.

"Ele confessou que conseguiu fotos íntimas de 20 mulheres. Ganhava a confiança", afirmou o delegado. Brunno chegou a criar um falso perfil da vítima na rede social. O jovem será indiciado por extorsão. A pena varia de quatro a dez anos de prisão.

Fonte: Radio Globo