Preso suspeito de matar garota que buscava namorado em rede social

Segundo a polícia, Cláudia tinha um encontro marcado com um rapaz com quem estava se relacionando no Jardim Maravilha.

Agentes da Divisão de Homicídios prenderam, nesta sexta-feira (25), o suspeito de matar a estudante Cláudia Marinho de Lima, de 18 anos. Paulo Cesar Maia Medeiros, de 25 anos, foi surpreendido no Jardim Maravilha, em Campo Grande, Zona Oeste do Rio, perto do local do crime. A jovem foi estrangulada com o próprio sutiã e o corpo encontrado no dia 7 de outubro em um matagal na Estrada Itumirim. Cláudia desapareceu um dia depois de publicar mensagens no Facebook à procura de um namorado. De acordo com as investigações, no entanto, o crime não tem relação com a publicação na internet.

Segundo a polícia, Cláudia tinha um encontro marcado com um rapaz com quem estava se relacionando no Jardim Maravilha. A jovem, no entanto, se perdeu e pediu informações. Ela foi levada pelo suspeito para um matagal, onde levou socos e acabou estrangulada. "O homem queria ficar com a menina, mas ela não quis", contou um policial. De acordo com a Divisão de Homicídios, a vítima não sofreu violência sexual.

O caso foi revelado com exclusividade pela Rádio Globo. Na sexta-feira (4), Cláudia publicou mensagens no Facebook à procura de um namorado. "Quem aceita namorar comigo agora?", perguntou. Em outra publicação, sugeriu: "Com essa chuvinha está bom pra dormir de conchinha, debaixo daquele cobertor". No sábado (5), a família da vítima registrou o desaparecimento na delegacia de Campo Grande (35 DP).

Fonte: Radio Globo