Preso suspeito de matar irmãs de 15 e 16 anos no interior de SP

Preso suspeito de matar irmãs de 15 e 16 anos no interior de SP

As adolescentes Josely e Juliana foram mortas a tiros em março.

A polícia prendeu na madrugada desta segunda-feira (11) Ananias dos Santos, principal suspeito de ter matado as irmãs Josely e Juliana em Cunha, no interior de São Paulo. As duas jovens, de 15 e 16 anos, desapareceram no dia 23 de março, quando voltavam da escola na cidade do Vale do Paraíba. Cinco dias depois, os corpos foram encontrados na zona rural, a 12 km de onde moravam. Elas foram mortas a tiros.

O suspeito, que havia fugido assim que começou a ser investigado, foi preso em Cunha. Segundo a polícia, ele estava na casa de seus pais. Ele deve ser ouvido pela manhã pelo delegado responsável pelo inquérito. A previsão é de que Ananias seja transferido ainda nesta segunda para Guaratinguetá, também no interior do estado.

Para a polícia, ele matou as irmãs em local ainda desconhecido e depois teve ajuda de duas ou três pessoas para deixar os corpos no meio da mata, em uma região de difícil acesso.

O principal suspeito pelo duplo homicídio cumpria pena no Presídio Edgar Magalhães Noronha, em Tremembé, também no interior, mas não voltou depois da saída temporária de Páscoa, em 2009. Desde então, Ananias passou a morar com os pais, na zona rural de Cunha, no mesmo bairro em que as adolescentes viviam.

De acordo com as investigações, o jovem se interessou por Juliana, fato que despertou ciúmes na namorada, vizinha da família das vítimas. O pai das meninas prestou depoimento e disse que o suspeito do crime foi à casa dele após o desaparecimento e pediu para que ele escondesse um revólver.

Fonte: g1, www.g1.com.br