Preso suspeito de matar três da família da ex

Ele estava escondido no apartamento de um parente em Macaé.

O principal suspeito de ter matado três pessoas da mesma família em Conceição de Macabu, no Norte Fluminense, foi preso na manhã desta segunda-feira (4) em uma comunidade de Macaé. Segundo a Polícia Militar, Cristiano Maurício de Castro, de 35 anos, estava escondido no apartamento de um parente na localidade Morro do São Jorge.

A polícia conseguiu chegar ao suspeito após receber denúncias anônimas que indicavam o seu paradeiro. No momento em que foi encontrado, Cristiano tentou fugir mas foi perseguido pelos policiais e capturado ainda dentro do prédio onde estava. O homem teria negado a autoria do crime. Cristiano, que é conhecido como Pindoco, foi levado para a 123ª Delegacia Civil de Macaé. Ainda de acordo com a polícia, após negar o crime no momento em que foi encontrado, o suspeito se manteve em silêncio durante todo o tempo. Cristiano ainda não apresentou nenhum advogado.

O crime aconteceu no sábado (2) no bairro Vila Nova. O suspeito teria invadido a casa da ex-sogra e entrado no local atirando nas pessoas que estavam dentro da residência. Amariza Alves dos Santos de Moraes, 59 anos, Simone dos Santos, 39 anos, e Marcelo Santos da Silva, 17 anos, morreram na hora. Cátia dos Santos, 35 anos, que era ex-esposa do suspeito, levou um tiro na cabeça e está internada em estado gravíssimo no Hospital Ferreira Machado (HFM) em Campos dos Goytacazes.

Na noite de domingo (3) a casa do suspeito foi incendiada por populares indignados com o crime, segundo a Polícia Militar. A casa, que fica na Rua Pampulha, no bairro da Usina, teve todos os cômodos atingidos pelo fogo.

Além de suspeito de matar as três pessoas em Conceição de Macabu, Cristiano também é suspeito de vender água mineral adulterada no estabelecimento comercial de sua propriedade.

Fonte: G1