Homem que fingia procurar modelos para enganar meninas é preso em SC

Ao menos 20 vítimas já foram identificadas em Santa Catarina

Um homem de 26 anos foi preso nesta quinta-feira por suspeita de se passar por agenciador de modelos para enganar adolescentes em Santa Catarina. Bruno Y Silva foi detido no apartamento onde mora, no bairro Mandaqui, em São Paulo, em cumprimento a dois mandados de prisão preventiva expedidos pelas 1ª Varas Criminais de São José e Florianópolis.

Ao menos 20 vítimas já foram identificadas em Santa Catarina. As adolescentes têm entre 12 e 16 anos. A investigação foi feita por uma equipe da Divisão Antissequestro (DAS) da Polícia Civil, integrada à Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic). O suspeito foi enquadrado nos crimes de constrangimento ilegal, falsidade ideológica e extorsão.

Com um perfil falso nas redes sociais, em nome de Aline Hoffmann, Bruno se passava por mulher agenciadora de modelos, profissão conhecida por ?booker? e adicionava meninas no perfil da agência Wemodels. Ele dizia oferecer emprego de modelos para as adolescentes, com atuações em campanhas publicitárias, eventos, propagandas de marcas de roupas e desfiles. Depois de ganhar a confiança das vítimas, ele pedia que elas lhe enviassem fotos seminuas ou trajando roupas íntimas, para que pudessem ser selecionadas nas campanhas publicitárias.

Quando elas não enviavam as fotos, o suspeito submetia as adolescentes a uma videoconferência com outra suposta funcionária da agência, em um perfil aberto em nome de Talita Shurman. Nesta sessão, as meninas deveriam se apresentar em poses sensuais, nuas ou seminuas. Após capturar e arquivar as imagens das vítimas, Bruno passava a extorquir dinheiro delas, ameaçando publicar as fotos em sites de pornografia em Florianópolis e Balneário Camboriú.

Depois de preso com o auxílio da Polícia Civil paulista, Bruno foi encaminhado à carceragem da 1ª Delegacia de Polícia de Guarulhos e deverá ser levado para Santa Catarina ainda esta semana.

Fonte: Terra