Preso um suspeito de matar jornalista dentro de supermercado

Preso um suspeito de matar jornalista dentro de supermercado

Mulher chamou a polícia após reconhecer homem por retrato falado.

Um homem foi preso neste sábado (13) em São Paulo por suspeita de ter participado da morte do jornalista Walter Pimentel, de 43 anos, assassinado com um tiro na cabeça dentro de um supermercado na Zona Norte da cidade no dia 5. Segundo a Secretaria de Segurança Pública, uma mulher viu o suspeito na rua, o reconheceu pelo retrato falado divulgado e chamou a polícia.

O homem foi levado para o 39º Distrito Policial, na Vila Gustavo, onde foi reconhecido por uma funcionária do supermercado onde ocorreu o crime. Ainda de acordo com a secretaria, a Justiça decretou a prisão temporária do suspeito, que foi transferido para o 77º DP, em Santa Cecília, onde há carceragem.

Pimentel trabalhava no setor de pesquisa da Gazeta Press, agência de fotos e notícias esportivas do grupo Gazeta Esportiva. Ele empacotava as compras em um dos caixas, quando foi abordado por três criminosos, um deles armado com um revólver calibre 38. Os criminosos fugiram a pé com a carteira da vítima e dinheiro do caixa. O jornalista ainda foi socorrido a um hospital da região, mas morreu.

Imagens de câmeras de segurança registraram a ação dos criminosos. Os três entraram na loja às 20h52. Um quarto homem da quadrilha não é filmado. Um minuto depois, dois voltam ao caixa e empurram Pimentel, que leva um tiro na cabeça em seguida. Esse momento, no entanto, não é registrado.

Fonte: g1, www.g1.com.br