Presos acusados de estuprar filha de 13 anos e netas de 14 e 17

De acordo com a polícia os dois casos não tem relação entre si.

Uma ação da Polícia Civil prendeu preventivamente, na manhã desta segunda-feira (4), em Porto Alegre, dois suspeitos de praticar crimes de estupro de vulnerável. Um deles tem 48 anos e é suspeito de estuprar a filha de 13, enquanto o outro, de 61 anos, é investigado por abusar das netas de 14 e 17 anos.

Segundo a polícia civil os dois casos não tem relação entre si.As prisões ocorreram no bairro Lami, na Zona Sul, e Aparício Borges, na Zona Leste da capital. Conforme a delegada Andrea Magno, da Delegacia da Criança e do Adolescente (Deca), as prisões ocorreram após as filhas relatarem as agressões às mães e elas procurarem a polícia.

O idoso de 61 anos é suspeito de abusar da neta desde que ela tinha 11 anos. A menina relatou as agressões para a mãe recentemente, com 17 anos. Em depoimento, o avô confessou ter estuprado a neta. Exames físicos e psicológicos também confirmaram o abuso, segundo a delegada Andrea. Ele, no entanto, negou ter abusado da neta mais nova.Os laudos da filha que teria sido abusada pelo pai ainda não estão concluídos. A polícia aguarda para anexar os documentos ao inquérito.

Os dois homens devem responder ao crime de estupro de vulnerável, quando a vítima tem menos de 14 anos. A pena varia de 8 a 15 anos, e é acrescida de metade do tempo quando o agressor é parente da vítima.

Fonte: G1