Presos estão aglomerados na Central de Flagrantes em condições subumanas

Presos estão aglomerados na Central de Flagrantes em condições subumanas

Ao todo, 63 presos entre homens saudáveis e doentes estão distribuídos em quatro celas

Uma triagem feita na Central de Flagrantes, em Teresina, apontou para um número alto de presos em celas. Ao todo, 63 presos entre homens saudáveis e doentes estão distribuídos em quatro celas da Central.

A situação fragiliza o sistema e possibilita rebeliões, só em 2014 aconteceram quatro. As celas possuem buracos no teto e estão desgastadas e há muita sujeira, as necessidades são feitas em sacos plásticos porque os vasos sanitários estão destruídos, o odor se torna insuportável no local. Outro problema da Central são as algemas que quebradas.

Essa realidade obrigou os agentes a tomarem duas decisões:quem for preso a partir de agora, não vai ficar mais na Central de Flagrantes e quem receber presos, vai assumir integral responsabilidade por ele

A decisão foi tomada com o aval do Sindicato dos Policiais e do Sindicato dos Delegados que reconhecem como insustentável a situação.

A categoria está chateada porque os presos que deveriam ser recambiados para um sistema prisional estão sendo levados para outros distritos. Agentes e delegados vão se reunir no final da tarde desta segunda-feira, 12, com o secretário para juntos debaterem sobre o assunto.

Fonte: Denison Duarte