Presos PMs suspeitos de matar motorista e ocultar o cadáver

Presos PMs suspeitos de matar motorista e ocultar o cadáver

Segundo a corporação, o crime aconteceu na terça-feira (6), durante uma blitz.

Dois policiais militares foram presos na noite desta quarta-feira (7) suspeitos de homicídio e ocultação de cadáver, em São João de Meriti, na Baixada Fluminense. As informações foram confirmadas pela Polícia Civil.

Segundo a corporação, o crime aconteceu na terça-feira (6), durante uma blitz. Os PMs pararam um carro onde havia três pessoas e, durante a revista, teriam atirado contra o motorista. Um dos passageiros fugiu e o outro foi levado pelos dois policiais para uma cabine da PM, onde ficou por cerca de uma hora e depois foi liberado.

O homem foi localizado pelos investigadores e contou como foi a ação dos policiais.

"Ela (uma testemunha) nos relatou que a partir de uma abordagem, essa abordagem policial resultou no disparo de arma de fogo contra a vítima que veio a falecer e que foi encontrada no veículo em outro município, dentro do veículo carbonizada junto com o veículo", disse o delegado da 64ª DP (São João de Meriti), Marcos Peralta.

Testemunha

De acordo com os investigadores, o motorista foi conduzido ainda vivo, no próprio carro, por um dos policiais. O corpo dele foi encontrado na tarde desta quarta-feira (7), carbonizado, em Belford Roxo, também na Baixada Fluminense.

"O que nos temos agora é o depoimento de uma testemunha do local, temos o encontro de um corpo carbonizado de um veículo que foi reconhecido como veículo da família. Então essa relação de lógica nos aproxima bastante e o reconhecimento formal por parte dessa testemunha do autor do disparo e do policial que o acompanhava no momento do disparo", explica o delegado.

Segundo a Polícia Militar, os dois policiais suspeitos estão presos administrativamente por 72 horas. Eles foram levados para a delegacia para serem reconhecidos. Se for confirmado o envolvimento deles no crime, terão a prisão pedida à Justiça.

"Desde o momento em que nós tivemos a notícia desse fato criminoso, nós tomamos todas as medidas possíveis que possibilitaram a identificação e prisão dos policiais militares. É importante evidenciar isso, que essa ação não é de forma alguma tolerada pela corporação", disse o comandante do 21º BPM (São João de Meriti), tenente-coronel Marcelo Rocha.

A Corregedoria da PM deve abrir processo administrativo nesta quinta-feira (8) contra os dois policiais. Os PMs presos vão apresentar suas defesas somente à Justiça.

Fonte: G1