Principal credor de ex-BBB morto não vai a interrogatório

O homem havia se comprometido, via telefone, a prestar esclarecimentos.



Um empresário de nome não revelado, apontado como o principal credor do ex-BBB André Luis Gusmão de Almeida, o André Cowboy, deixou de comparecer a um interrogatório, nesta terça-feira, na Delegacia de Polícia do município de Alumínio (SP). Segundo investigadores do assassinato de André, ocorrido na semana passada, o homem havia se comprometido, via telefone, a prestar esclarecimentos.

Morador de uma cidade próxima, com nome mantido em sigilo, o empresário não é considerado suspeito, mas foi convocado para depoimentos, após parentes da vítima insistirem na tese de que o ex-BBB não morreu em um assalto, mas em uma execução a mando de desafetos. O homem cobrava R$ 60 mil de André Cowboy, e teria contratado agiotas para procurá-lo e pedir o pagamento.

Enquanto isso, entre ontem e hoje, pelo menos três denúncias chegaram às mãos da polícia, com acusações contra agiotas, apontados como assassinos da vítima. "Agora já é possível dizer que nossa principal hipótese é de uma execução, já que a vítima foi baleada na nuca, e temos três informações neste sentido que precisam ser checadas", detalhou o investigador da DP, Marcelo Coutinho. Como uma TV foi roubada no local do crime, a fazenda do Ex-BBB em Alumínio, a possibilidade de um latrocínio - roubo seguido de morte - ainda não é descartada. "Oficialmente, seguimos sem suspeitos", salientou.

Nesta terça, a perícia recebeu os projéteis retirados de André Cowboy. Amanhã, está prevista a divulgação de um laudo da necrópsia, que pode ser decisivo na investigação. Conforme a polícia, o ex-BBB contraiu inúmeras dívidas com negócios que mantinha, como seu sushi-bar instalado na cidade.

Fonte: Terra, www.terra.com.br