Professor confessa ser assassino em série

Professor confessa ser assassino em série

Belga, Ronald Janssen, relatou crimes após ser preso por morte de jovem casal

Ronald Janssen, professor de desenho industrial de 38 anos e autor confesso de três assassinatos cometidos nos últimos dois anos, reconheceu à polícia que é um assassino em série.

Janssen admitiu à polícia que, desde 1990, causou outras mortes com motivação sexual e outros crimes, como roubos.

Nos últimos dias, Janssen confessou a autoria de três assassinatos, sendo os dois últimos em 1º de janeiro, quando matou a tiros sua vizinha, Shana Appeltans, de 18 anos, e o namorado da garota, Kevin Paulus, de 20, sobre quem disse em uma declaração policial que o incomodava.

Interrogado também pela morte de Annick Van Uytsel, de 18 anos, cujo corpo foi encontrado em 2007 em um córrego dentro de uma sacola plástica, o professor confessou tê-la matado após escolhê-la ao acaso.

Na noite do desaparecimento de Van Uytsel, Janssen teria obrigado a garota a entrar em sua caminhonete, inclusive com sua bicicleta, ameaçando-a com uma arma. Depois disse que a levou ao porão de casa, onde a reteve várias horas antes de assassiná-la.

Alguns amigos de Van Uytsel deram pistas sobre Janssen após informar que o professor tinha ido a uma festa da vítima.

No entanto, o interrogatório de Janssen não ofereceu pistas à polícia, que mesmo assim suspeitou abertamente dele após o duplo assassinato de 1º de janeiro, já que Appeltans era sua vizinha, e de cujo interrogatório surgiu a confissão do suspeito.

Tanto a Procuradoria de Hasselt como a de Bruges convidaram possíveis vítimas, testemunhas e companheiros do assassino a se dirigirem à polícia para investigar o envolvimento de Janssen em outros possíveis crimes.

A polícia investiga sua possível participação no assassinato de Ingrid Caeckaert, de 26 anos, apunhalada em 1991 em Heist; e no de Carola Titze, uma jovem alemã de 16 anos, cujo corpo foi encontrado em 1996 na Bélgica.

O confesso assassino em série é divorciado, pai de duas meninas, de 11 e 8 anos, e considerado pelos colegas e alunos um bom professor de desenho industrial, trabalho que desempenha em um centro educativo de Loksbergen (no nordeste da Bélgica).

Em prisão provisória, Janssen é vigiado por um equipamento de segurança a cada sete minutos para evitar que se suicide.

Fonte: R7, www.r7.com