Professor de jiu-jitsu acusado de abusar de alunos é preso

De acordo com o delegado Geraldo Assed, os alunos faziam parte de um projeto de aulas para crianças carentes.

Um professor de jiu-jitsu de 60 anos foi preso na manhã desta quinta-feira acusado de abusar sexualmente de quatro alunos no Clube Esportivo Mauá, em São Gonçalo, região metropolitana do Rio de Janeiro. Policiais da 72ª DP (Mutuá) detiveram o homem em sua casa depois que as vítimas - todas menores, entre 13 e 15 anos -, registraram queixa. De acordo com os adolescentes, o crime era praticado no vestiário do clube, antes e após as aulas.

De acordo com o delegado Geraldo Assed, os alunos faziam parte de um projeto de aulas para crianças carentes. Os jovens contaram que o professor costumava agarrá-los no vestiário do clube. Ele passava óleo no corpo dos jovens e depois tocava suas partes íntimas. Os adolescentes fizeram exames de corpo de delito, mas o laudo ainda não ficou pronto.

O delegado acredita que, com a divulgação da prisão do professor, outros pais e vítimas entrem em contato com a delegacia.

Além de aulas para crianças carentes no Mauá, o suspeito também trabalhava em uma academia em São Gonçalo.

O homem negou as acusações, mas vai cumprir mandado de prisão temporária de 30 dias, expedido pela 2ª Vara Criminal de São Gonçalo.

Fonte: Terra